Feeds:
Posts
Comentários

Boas Festas!

Yuletide Love

Nas últimas semanas, profissionais, estudantes e militantes das áreas governamentais e não-governamentais da rede de enfrentamento da violência contra a mulher do DF nos ajudaram no clube de testes que integra a pesquisa do Vidas Violetas, próximo jogo do Recriar-se.  A coordenação dos trabalhos ficou por conta da nossa competente e entusiasmada equipe de pesquisa: Ingrid Ramanho, Dreissy Gomes, Cecília Vilhena e Gabriela Duarte.

Agradecemos a todas e todos que colaboraram conosco ! Cadastre-se agora e venha jogar também, aqui !

Confira como foi:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Profissionais do Centro de Atendimento à Mulher, de coletivos de mulheres, professoras, estudante e militantes de grupos diversos responderam ao nosso chamado e participaram de prazerosas partidas do Violetas ! Agradecemos pelas valiosas contribuições !

Este slideshow necessita de JavaScript.

Agradecemos a entusiasmada participação das/os profissionais da casa da mulher brasileira no nosso clube de testes !

As/os profissionais da Casa da Mulher Brasileira do Distrito Federal colaboraram conosco nessa 4a feira, dia 21/11, ao participarem do nosso clube de testes Recriar-se.  Num ambiente de muita descontração, empolgação e entusiasmo, propiciado pelas partidas do Violetas, essas/es profissionais da rede de enfrentamento da violência contra a mulher, com sua expertise e experiência, ajudaram-nos a pensar o Vidas Violetas: um jogo de cartas !

Para se inscrever no nosso clube de testes e participar das nossas próximas partidas, clique aqui !

Nossos agradecimentos à rica participação desse seleto grupo de especialistas da Casa da Mulher Brasileira, conduzido  com competência por Laianna Victória e Gabriela Mundim, da nossa comprometida equipe de pesquisa.

Venha fazer parte do nosso clube também ! Veja como foi a partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

O Clube de testes Recriar-se foi criado para viabilizar partidas no âmbito das pesquisas para os nossos jogos. Após uma primeira chamada de público interessado, centenas de pessoas se cadastraram no nosso “Clube”, informando a sua disponibilidade de participação. As primeiras partidas acontecerão em 4 turmas, nos dias 23 e 24 de novembro, na Faculdade de Ciências da Saúde, na UnB (cartaz).

Agradecemos a todas as/os inscritas/os que confirmaram suas participações, contamos com vocês ! Com isso, além de se divertirem de forma prazerosa, vocês nos ajudam a desenvolver o nosso próximo jogo, o Vidas Violetas: um jogo em que as mulheres dão as cartas! (financiamento pela Fap-DF, edital 03/2017).

Para se inscrever e participar das próximas partidas, clique aqui !

A UnB-TV noticiou, nessa 5a feira (01/11), as inscrições para o “Clube de Testes – Jogos Recriar-se” nos canais de divulgação do youtube e TV por assinatura. As inscrições para participar das partidas que subsidiam o nosso próximo jogo , “Vidas Violetas – Um jogo em que as mulheres dão as cartas” ,vão até 30 de novembro.

Participe, divulgue, inscreva-se e venha jogar conosco ! Assista a matéria e compartilhe nas suas redes sociais:

Este slideshow necessita de JavaScript.

No intuito de agregar pessoas interessadas em jogar e nos ajudar na criação e validação dos jogos Recriar-se, apresentamos o “Clube de Testes – Jogos Recriar-se”. 

Após o lançamento do Violetas: cinema&ação no enfrentamento da violência contra a mulher, nossas pesquisas atuais desenvolverão o jogo de cartas “Vidas Violetas: um jogo em que as mulheres dão as cartas!”, um projeto financiado pela FAP-DF (edital 03/2017).

Para participar ou colaborar com as nossas pesquisas, basta se inscrever abaixo. Acesse a programação da nossa próxima atividade, aqui.

Clique no cartaz e venha jogar conosco !

Clique na figura para se inscrever no Clube de Testes

Uma vez desenvolvido e realizada a validação da ludicidade jogo Violetas: Cinema&Ação no enfrentamento da violência contra a mulher, as atuais pesquisas realizadas pelo Nesprom/UnB e por instituições parceiras, como a Escola de Enfermagem da USP, voltam-se para as avaliações de sua aplicabilidade e do potencial em promover reflexões críticas nas/os jogadoras/es.

Desde o lançamento em 2016, o Violetas ambienta ludicamente as discussões de graduandos e profissionais das políticas para as mulheres acerca do enfrentamento da violência em diversos cenários de ensino-aprendizagem, tais como oficinas, disciplinas, projetos de extensões, de pesquisas, eventos isolados em congressos e outras iniciativas. Além disso, o jogo subsidia a primeira etapa da pesquisa de concepção do jogo Vidas Violetas: um jogo em que as mulheres dão as cartas, que será voltado para a desconstrução dos estereótipos de gênero, que conta com financiamento da Fap-DF (Edital 03/2017).

Confiram algumas implantações do Jogo Violetas:

Tese de doutorado da USP sobre o Violetas é destaque nos meios de comunicação (Clique na figura para saber mais)

Investigações de pesquisadoras do Nesprom/Ceam/UnB diversificam a potencialidade do jogo Violetas (clique para saber mais)

Coletivos de mulheres do DF discutem questões provocadas pelo jogo

Violetas ambientará primeira fase do projeto de pesquisa do próximo jogo, o Vidas Violetas: um jogo em que as mulheres dão as cartas ! (clique para saber mais)